O percurso

IMG_1004

O percurso

A inocência dos 20 anos

No meu ultimo post falei-vos um pouco de como vim parar a esta maravilhosa área da estética.

Na altura, tinha uma técnica de unhas de gel que fazia as minhas unhas e sempre achei todo o processo super fácil. Nem entendia o porquê de demorar tanto tempo ali sentada, até ao dia que passei eu a estar na posição dela (a minha querida Flávia era um anjo, tinha muita paciência para mim).

O meu curso de Unhas de gel, Gelinho e Verniz de gel foi doloroso. Inicialmente, pensei que não seria capaz. Por norma, estas formações são cerca de 1 semana, como sabem. Felizmente, fui parar às mãos de uma escola que nunca me deixou sozinha e que me transmitiu imenso conhecimento, ao ponto da minha formação durar cerca de 1 mês.
Naquela escola aprendi muito, mas principalmente aprendi que quando gostamos do que fazemos, fazemo-lo bem. Fazêmo-lo com gosto, pois senão fosse assim, teriam-me passado um certificado passado uma semana de lá estar.
Só fiquei certificada depois de perceberem que estava REALMENTE apta para exercer esta profissão sozinha.

Foi aí que arregacei as mangas e fui à procura de trabalho.

O meu primeiro trabalho era super longe de casa, eu vivia em Lisboa e ia todos os dias para Oeiras.
Na altura, o que ganhava era apenas para a gasolina, mas o mais importante que fui adquirindo foi a experiência. Aprendi como era o ambiente do trabalho, aprendi muito sobre as pessoas desta área e ainda aprendi muito como saber fazer bem e rápido. Ali não havia tempo a perder ou clientes por atender. Até uma simples marquesa dava para fazer umas unhas de gel.
Aprendi muito a VER os outros, pois como sabem, criar uma carteira de clientes não é nada fácil. A equipa tinha mais de 20 pessoas onde se atropelavam para atender clientes. Não vos vou mentir: chorei muito nas idas para casa. Até hoje, estou-lhes muito grata por me terem colocado na equipa. Afinal, não são todos os espaços que aceitam pessoas sem experiência.

Mais tarde, encontrei trabalho mais perto de casa, mais especificamente, em Loures. E é nesta zona que ainda continuo hoje.
Trabalhei num cabeleireiro onde aprendi sobre sociedades. Apercebi-me ao ver os meus patrões, que nem sempre resulta..
Mais tarde, trabalhei noutro espaço que me deu rapidez no serviço e aprendizagem sobre vendas. Aprendi também sobre a importância de ser transparente e verdadeira, pois neste espaço trabalhei alguns mêses onde me foram prometidos pagamentos que nunca aconteceram.

E, por último, onde estive cerca de 2 anos, um pequeno cabeleireiro onde alugava a minha mesa e formei a minha carteira de clientes. Foi criada com a ajuda da proprietária do espaço, que me deu a oportunidade de crescer e evoluir sozinha. Completávamos-nos bastante nos nossos serviços e até com as nossas personalidades distintas. Mas eu queria mais…

Foi nessa altura que tive a oportunidade de abrir o meu próprio espaço de estética. Apenas com 21 anos. Onde eram poucos os olhares que transmitiam a energia de que eu iria conseguir. Todos esperavam que desse um passo em falso. Quase todos duvidaram de mim. Chegaram-me a dizer “não precisavas de um espaço tão grande” ou “Pensas que é fácil? Quero ver se vais conseguir” ou “Ainda tens muito que crescer”.
Palavras que ficam gravadas em nós, mas que só nos dão força para continuar, aprender e querer mais…

Sabes que mais? Se não fores tu a acreditar, ninguém vai acreditar por ti. Se não fores tu a fazer, ninguém vai fazer por ti. Então SONHA e FOCA-TE no que realmente queres. Todos conseguimos!
Principalmente, sê grata, porque tudo o que acontece de bom e de mau no nosso percurso, serve SEMPRE de aprendizagem. Sou grata por tudo o que passei e todas as palavras boas e más que me disseram.

Obrigada a todos,
foi tudo isso que me fez crescer!

Partilhar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Mais Recentes

Começar…

Escondido atrás de uma marca, existe sempre alguém a fazer com que tudo aconteça. Começo por me apresentar. Chamo-me Mariana e tenho 25 anos. Estou na área da estética desde que me lembro. Todos me contam histórias de quando era pequena na qual já vivia em mim uma mini artista que pintava unhas a quem encontrasse (e deixasse, pois como

Ler Mais »